16 de mai de 2011

O poder da mente

É senso comum dizer que a mente e os pensamentos tem poder, que interferem na realidade, que influenciam nossas vidas. Mas isso acontece? E como acontece? Parece até mágica, é só pedir e receber, é só desejar que o desejo será satisfeito. Se diz até que o universo vai conspirar a seu favor.

Temos então dois desdobramentos possíveis para essa questão, ou se vai para a infantil fantasia de receber tudo na boca, basta pedir, ou se vai para uma abordagem mais sutil dessa relação entre o pensar e a realidade. Para muita gente isso geralmente cheira a algo sobrenatural, sem lógica, uma crendice ingênua, mas nas tradições do yoga e da meditação isso é bem familiar.

Nos tantras, corrente filosófica da Índia medieval, o universo é compreendido com vibração, como movimento, como energia pulsando. Tudo está intimamente inter-relacionado, nada está excluído da Criação, ela acontece o tempo todo em todo lugar. A palavra tantra siginifica, entre outras coisas, rede, trama, propondo então, um universo vivo e dinâmico como uma grande rede. O ÔM que vocalizamos no início de toda prática é expressão dessa vibração, dessa unidade. Uma forma de se afinar ao som do universo. Para os tantras os pensamentos são como palavras pronunciadas, que por sua vez são como gestos efetivamentes realizados. Assim, xingar ou agredir alguém em pensamentos secretos é semelhante a dar um soco concreto nessa pessoa. Pensamentos, sentimentos e ações são parte da mesma rede e geram efeitos no meio e em quem os experimenta. Tudo vibra, tudo se manisfesta em rede e em ondas.

Um cientista japonês, Sr. Emoto, conseguiu registrar essa relação sutil em fotos de cristais de água. As imagens falam por si e ilustram a filosofia tântrica de forma simples e direta.

http://www.caminhosdeluz.org/A-173.htm

Agradeço a Augelani e a Tuda por terem me enviado esse link.

Nenhum comentário:

Postar um comentário