25 de mai de 2011

O asana e a montanha


Asana são as poturas realizadas numa prática de hatha yoga. São inúmeros os asanas existentes, assim como é quase infinita a possibilidade do corpo e da mente humana.
Uma definição clássica de asana é dada por Patanjali, um grande mestre da história do yoga. Ele o define como "Sthira sukham asanam". Sthira significa firme, fixo, constante, duradouro, sereno, calmo. Sukham significa conforto, deleite, alívio. Asana significa postura, assento, apoio. Assim, asana é uma postura onde se tenha apoio, estabilidade e conforto, tranquilidade e satisfação. Já tive vários alunos iniciantes que riram dessa definição, acharam irônica, pois estavam sentindo dor e desconforto, mas essa a sensação que se tem ao mergulhar num asana.

Essa definição sempre me remeteu a imagem de uma montanha. Todas essas palavras usadas para descrever um asana também podem descrevem uma montanha. Em alguns deles sinto até a dignidade e a nobreza que a montanha também me sugere. A montanha simplesmente está ali, estável , quieta, profunda, impertubável. O mundo gira e a montanha assiste e persiste. Contemplar uma montanha é uma forma de se aproximar do que é perene, consistente, silencioso, grandioso. Aprofundar-se num asana também.

No foto, a majestosa Serra da Mantiqueira, minha querida companheira de contemplação.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário