30 de nov de 2012

Yoga é como um oceano



O yoga é como um oceano... vasto, profundo, surpreendente. Cada um se relaciona com este oceano da forma que pode e quer, e há muitas formas.

Uns sabem que ele existe, já ouviram falar, mas nunca o viram e nem estão interessados nisto. Outros já o viram por fotos, livros e vídeos, e isso basta. Outros o admiram de longe, da calçada de uma orla urbana. Que bela paisagem! Alguns outros gostam de molhar seus pés nas águas rasas e mansas. Outros passam o dia nadando, brincando ou surfando em suas eternas ondas. Outros o atravessam, de margem a margem, em barcos e navios, mas não o tocam. Outros tiram dele seu sustento, o enfrentam todos os dias, conhecem suas variações e ritmos. Outros mergulham de fato nele, pesquisam, vão fundo.

Todos se relacionam com o oceano, cada qual a sua maneira. Mas aquele que apenas molha seus pés não faz idéia do que há no mais fundo.  Há muitas formas de se relacionar com o yoga, e em todas elas podemos tirar proveitos e receber muitos benefícios, mas isso pode nos deixar acomodados no mínimo, no prazer pequeno. Yoga vai muito além de alongar músculos ou de trazer um pouco de relaxamento, além dessa praia há um vasto oceano a se navegar e mergulhar. Pela prática dedicada do yoga avançamos mar à dentro, e o tamanho deste oceano chamado yoga é exatamente o tamanho da Consciência. Yoga é a própria Consciência, que começa pela restrita e contida no âmbito pessoal, mas que não se limita a ela, vai além, muito além. 

4 comentários:

  1. Nossa Marcos, os textos que vc escreve sempre me tocam de uma maneira diferente.... sempre me leva a refletir e a reflexão sempre se extende além do momento da leitura... fico alguns dias "processando" a mensagem, de forma a tentar observa-la no meu dia a dia. Obrigada por escrever. Juliana (sua aluna de vez em quando rsrsrs)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Juliana, que comentário estimulante!
      Essa é uma prática bastante transformadora, observar o que nos toca. Faço esse mesmo processo para escrever, ficar atento ao que me toca, pois aí sempre encontro algo de valor.
      Eu que lhe agradeço por escrever
      Abração

      Excluir