2 de fev de 2014

Poder encontrar

Quando pessoas se encontram com um mesmo foco, muitas coisas tornam-se possíveis. Penso em um grupo que deseja fazer melhorias em seu condomínio ou bairro, por exemplo. Esse é o poder da intenção, da vontade e do projeto, algo indispensável para a construção do mundo. Mas, curiosamente, quando pessoas se encontram e se abrem de coração para o encontro, movidas mais pela entrega do que pela expectativa, muitas coisas também se tornam possíveis, e igualmente indispensáveis, só que de outro plano. Coisas como o encantamento, a descoberta, a surpresa, a criação, o contentamento, e muitas vezes, o simples e o óbvio de que precisávamos e que já estavam ali pertinho de nós. Nunca podemos subestimar os encontros, pois eles podem ser surpreendentes.

Neste ultimo sábado (01 de fevereiro) eu e mais 17 pessoas nos encontramos para praticar yoga e meditação. Chamei essa prática de “Encontrando”. A prática em grupo é quase sempre mais intensa, e só por isso o encontro já seria válido, mas esse encontro teve uma brecha especial, brecha pela qual era possível enxergar e escutar a outra pessoa ali do lado. Apenas um detalhe a mais, mas com grande poder de ampliação da percepção, pois curiosamente (mais uma vez) quando somos capazes de enxergarmos e escutarmos melhor o outro, somos também capazes de enxergarmos e escutarmos melhor a nós mesmos, e vice versa. Essa habilidade é uma via de mão dupla, abre para fora, abre para dentro. Ter mais consciência é ter mais consciência de tudo.

Abertura e disponibilidade para encontrar, o que quer que seja, não será uma condição básica para a meditação? Para a prática de yoga? Para os relacionamentos? Para as experiências de vida? Talvez eu possa dizer que o quanto tenho de abertura para encontrar é o quanto a vida tem de pulsação em mim.




Gratidão a todos os que se dispuseram e permitiram que o “Encontrando” acontecesse.

2 comentários:

  1. Realmente foi maravilhoso. Gratidão é a melhor palavra para expressar o que senti.

    ResponderExcluir