29 de jun de 2014

No entre



Neste final de semana estou num momento especial. Especial por ser um daqueles momentos suspensos entre outros dois. Na quinta feira passada dei minha ultima aula de yoga na academia Corpo &Espaço e na próxima terça começo uma nova turma no espaço Casa Viva. Foram dez anos de aulas numa mesma sala. Uma sala que acolheu e assistiu, por dez anos, a prática de empenho, esforço e entrega de muitos alunos que por ela passaram. Acolheu também alguns encontros muito especiais. Por ela também se desenrolou muito do meu amadurecimento como professor e como praticante. Nessa academia me desenvolvi conhecendo muita gente, num clima de amizade e camaradagem. Mas, como tudo que começa e tem o seu devido tempo para durar, chegou o momento de partida. Saio grato por tudo que aprendi e vivenciei.

No novo espaço, Casa Viva, terei mais possibilidades de aprimorar o diálogo entre yoga e psicologia, e isso me cativa e desafia. Tenho alguns brinquedos na bagagem e a oportunidade (tempo, espaço, pessoas, contexto) para criar. Algo a ser descoberto, tecido, realizado.

Saio de uma história já contada e entro numa ainda a ser contada. Estou na entressafra, no exato ponto do “entre”, nem lá, nem cá. Tal como no brevíssimo instante entre um passo e outro. Um pé totalmente apoiado e pesado no chão e outro decolando adiante, leve. Há então um exato instante onde o eixo de gravidade do corpo passa do pé de traz apoiado para o pé da frente elevado, e assim, o de cima desce para o de baixo subir. Um novo passo dado, que será logo superado por um outro, e outro, e outro... Uma caminhada só é possível com essas passagens quase imperceptíveis.

Entre um passo e outro, um momento suspenso. Entre uma palavra e outra, um momento de silêncio. Entre a expiração e a inspiração, um momento de vazio. Entre um dia e outro, uma noite. Entre um fim e um começo, um estado de imobilidade e disponibilidade para o que virá. O espaço do entre é a brecha de acesso para o infinito potencial, para tudo aquilo que não é conhecido, é o espaço daquilo tudo que podemos vir a realizar. É breve e fundamental, é nossa fonte. É o espaço do Ser.

2 comentários:

  1. Lindo depoimento do ser sensível, atento e disponível ao tempo das coisas. Desejo toda Luz e sucesso. O melhor está por vir.
    Te amo.
    Cris

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com você o melhor sempre está perto. Te amo.

      Excluir